Passei no vestibular! E agora? Como enfrentar a maratona de estudos da universidade?

Você sente que está patinando nos estudos? Seus amigos encontram tempo para o cineminha, boas noites de sono e tranquilidade? Enquanto você tem se “matado” de estudar? Eis o grande segredo, planejamento!

Um bom plano de estudo não requer renúncia às noites de sono tranquilo e nem renúncia à diversão. Muito ao contrário. Noites em claro e falta de tempo para o lazer e descanso são prejudiciais para manter a disposição para estudar.

Tenha bons hábitos

O sono e o lazer são combustíveis para recarregar a mente. Você deve estar se perguntando, qual é a fórmula mágica para aprender de forma eficiente? Não tem segredo! Basta elaborar um bom roteiro de suas atividades e, o mais importante, respeitar esse planejamento, como é ensinado no curso estudo e memorização.

O desejo sincero de se dedicar ao estudo interfere, decisivamente e positivamente, na concentração de quem o tem. É o querer que faz toda a diferença, para alcançar o sucesso e aprender de forma eficiente, depende da disposição dispensada para a tarefa.

Seu cérebro é treinado para captar os estímulos externos daquilo em que você está realmente interessado e dedicado. É o desejo de aprender que promove a motivação cerebral.

Cerebro Humano

Depois de estar focado na realização da tarefa, existem diversas maneiras de se tornar mais produtivo, de aprender mais rápido e melhor.

Uma das maneiras é estabelecer prioridades. Muitas vezes, os estudantes universitários ficam perdidos em meio a tantas tarefas, sem saber por onde começar. Comece realizando as tarefas mais simples e mais fáceis, antes de fazer o que é mais complexo.

Uma boa dica é usar a tecnologia a seu favor, organize a agenda do celular com as tarefas e o bip para lembrar a você de seus compromissos, assim não perde tempo verificando, todos os dias, o que precisa ser feito.

Não se consegue aprender um conteúdo às vésperas de uma prova ou apresentação de trabalho, é preciso adquirir o hábito de estudar sempre, de ler.

A leitura de livros que lhe despertem o prazer, mesmo sem estar diretamente relacionado com os temas de estudo, podem garantir a adoção do hábito de leitura.

Crie uma rotina de Estudos

A rotina das universidades e faculdades são muito diferentes da rotina do ensino médio. As aulas são mais longas e você adquire uma responsabilidade maior no processo.

Mesmo tendo maior liberdade nos horários de estudo, para aprender de forma eficiente os conteúdos universitários, siga algumas dicas da lista a seguir:

1) crie uma rotina – tenha horários que lhe possibilitem entregar as tarefas nos prazos;

2) dedique-se – existem matérias que são cruciais para o desenvolvimento de sua profissão;

3) conheça seu ritmo – na universidade o tempo é totalmente diferente do ensino médio, é essencial aproveitar os momentos;

4) desenvolva o hábito da leitura – na graduação a leitura é fundamental, livros, pesquisas e textos diversos farão parte de sua rotina;

Você não precisa esperar ingressar na universidade para começar a se dedicar ao estudo, assim o curso memória 360 Renato Alves vai te ajudar a aprender de forma eficiente crie já seu plano de estudos, o que facilitará sua jornada quando lá estiver!

A Alopecia Tem Cura?

A alopecia e a calvície são caracterizadas pela queda de cabelo, ocasionando falhas do no couro cabeludo e até perda total dos fios, deixando o indivíduo careca. Além disso, a calvície pode aparecer em qualquer região do corpo que tenha pelos.

A calvície possuiu diferentes causas e diferentes tipos de alopecia. Para que você consiga ter um tratamento eficaz, é de extrema importância que você saiba o que causou a calvície e qual tipo de tratamento você deve utilizar. Assim, você pode tentar começar o tratamento vencendo a calvicie!

Causas da alopecia

>> Nos homens, uma das principais causas é a mudança do hormônio testosterona para o hormônio DHT. O DHT promove uma produção de fios cada vez mais fracos e finos e, gradativamente, vai reduzindo a produção de cabelo.

>> Por doenças, como diabete, lúpus e doenças de tireoide.

>> Por remédios que contenham substâncias como retinoides, tálio e vitamina A. Ou, que tenham a calvície como efeito colateral.

>> Genética

>> Alterações hormonais

>> Por envelhecimento, ao avançar da idade, nosso corpo diminui a produção de fios novos e, pode chegar, a parar totalmente de produzir, dando origem a calvície.

>>Má alimentação

>> Ausência de cuidados com o cabelo

> Estresse

> Gravidez

Tipos de Alopecia

>> Alopecia Androgenética: são causadas por questões hormonais e por genética. Também pode ser chamada de calvície de padrão masculino, além disso, uma de suas características e promover a queda de cabelo em cima e nas áreas frontais do couro cabeludo.

>> Alopecia Tóxica: ocorre após o indivíduo passar por alguma doença grave ou febre alta ou pelo consumo de medicamentos que contenham certos tipos de substâncias que causam a calvície. Além disso, durante o pós parto, algumas mulheres, podem ter a alopecia tóxica. Esse tipo de alopecia causa uma perda de cabelos temporária, ou seja, o cabelo cresce novamente.

>> Alopecia Areata: causa a perda de cabelos em certa região do corpo, podendo ou não ser o couro cabeludo, e o cabelo volta a crescer após alguns meses. As causas deste, ou seja, vencendo a calvície funciona tipo de calvície ainda são desconhecidas para os médicos, porém há teorias de ser causada por um problema no sistema imunológico.

>> Alopecia Cicatricial: é quando os pelos param de crescer em determina região. Pode ser em uma região de cicatrizes de ferimentos, operações, queimaduras ou infecções por fungos ou bactérias.

>> Alopecia Universal: causa a perda total do cabelo e de todos os pelos do corpo. É o tipo mais grave e mais agressivo de alopecia.

Alopecia tem cura?

Como vimos, a calvície pode ser causada por diferentes fatores e possuiu diferentes tipos. Dependendo da causa e do tipo de calvície, pode sim ter cura e o seu cabelo voltar a crescer novamente.

Porém, em alguns casos, a alopecia não tem cura, mas tem tratamentos que estão cada vez mais eficazes.

Gostou do texto? Você sofre com a calvície ou alopecia? Qual tratamento você utiliza? Qual é o seu tipo de calvície? Comentem tudo aqui em baixo! Até a próxima!